O que cremos

NOSSA DECLARAÇÃO DE FÉ

1. As Escrituras

(Mt 5.18; Jo 17.17; At 17.11; 2Tm 3.16-17; 2Pe 1.20-21)

Cremos nas Escrituras tanto do Antigo como do Novo Testamento, como sendo a Palavra de Deus, transmitida através de homens escolhidos e inspirados pelo Espírito Santo.

Cremos na inerrância das Escrituras e constituem a completa revelação da graça divina para a salvação dos homens, o único fundamento da fé cristã e a suprema autoridade em matéria de conduta cristã.
Cremos que as Escrituras têm primazia sobre as tradições e experiências humanas.

2. Deus Triuno

(Dt 6.4; 1Co 8.6 ; 2Co 13.13; Hb 1.3; Ap 4.11)

Cremos num único Deus, infinitamente perfeito e existindo eternamente em três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo.

3. Deus Pai

(Is 43.10-12; Rm 1.20; 1Tim 6.13-16;Hb 12)

Cremos que Deus é espírito, o único que possui imortalidade, que habita em luz inacessível, a quem homem algum jamais viu. Ele é o Criador e Governador do universo, o Doador e preservador da vida, Juiz de toda a terra, o Salvador, o Redentor, o Pai Eterno.

4. Deus Filho – Jesus Cristo

(Is 7.14; Mt 1.18-25; Jo 1.3-4; At 1.9-10; Rm 3.24-25; 1Co 15.3,4; Hb 1.7; 1Pe 2.21-25; 1Jo 2.1-2)

Cremos que Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem, foi concebido por obra do Espírito Santo e nasceu de Maria virgem.

Cremos que Ele nasceu, cresceu e viveu sem pecado, cumpriu perfeitamente a vontade de Deus Pai, morreu na cruz pelos pecados de toda a humanidade e ressuscitou corporalmente dentre os mortos ao terceiro dia para a justificação daqueles que crêem.

Cremos que Jesus Cristo subiu ao céu e assentou-se à direita da Majestade do Pai, de onde age permanentemente em favor dos seus como Sumo Sacerdote e Advogado.

Cremos que Jesus Cristo e o Pai habitam cada crente através da pessoa do Espírito Santo.

5. Volta de Cristo (posição pré-milenista)

(Mc 13.32; Jo 14.3; 1Co 15.20-28; 1Ts 4.13-18; 1Pe 1.7; 1Jo 3.2,3)

Cremos na volta pessoal e iminente do Senhor Jesus Cristo, em duas etapas: a primeira sobre as nuvens para buscar a sua Igreja (primeira ressurreição e arrebatamento); e a segunda, sobre a terra, para acorrentar Satanás, julgar as nações e reinar com os seus durante mil anos, precedendo a inauguração do estado eterno com a criação de novos céus e nova terra.

Cremos que a volta de Cristo tem poderosas implicações na vida e no serviço do crente, tornando-o vigilante e levando-o a afastar-se do pecado e do mal, a remir o tempo e a trabalhar na expansão do Reino de Cristo com perseverança e na expectativa da vitória final.

6. Deus Espírito Santo

(Jo 14.16-26; Jo 16.7-11; At 1.5-8; At 2.1-47; Rm 8.9; Ef 1.13-19; Ef 5.18; 1Co 12.12-27; Tt 3.5; 1Jo 2.20-27)

Cremos no Espírito Santo, Espírito Eterno, Pessoal e Criador, Espírito da verdade e Consolador. Ele foi derramado em plenitude no Pentecostes (dia histórico e único) para batizar no Corpo de Cristo, que é a Igreja, todo aquele que nele crê. Ele convence do pecado, da justiça e do juízo, regenera, sela, habita, guia, ensina, santifica, consola, enche e reveste de poder o crente para a vida e para o serviço.

Cremos que o Espírito Santo distribui dons como lhe apraz para o proveito comum da Igreja, visando a edificação do Corpo de Cristo.

Dons Extraordinários:

Cremos no dom de línguas como manifesto no dia de Pentecostes (cf. Atos 2), quando os discípulos falaram das maravilhas do Senhor em idiomas desconhecidos por eles, mas conhecidos dos ouvintes provenientes de variadas partes do mundo.

Cremos que as instruções encontradas em 1Co 14.26-28 e 1Jo 4.1-3 disciplinam a prática do dom de línguas na igreja local.

Cremos no dom de cura através do qual Deus, como autor e criador da vida, pode curar pessoas de doenças físicas como e quando quiser. O crente pode e deve como filho de Deus orar com fé pela cura física. A cura, no entanto, é um ato soberano de Deus. As Escrituras são claras ao afirmar que no mundo teremos aflições e que nem todo doente é curado; nestes casos, a Graça nos basta.

Cremos que Deus manifestou a Sua vontade através de profetas, homens de natureza falha, no entanto, inspirando neles a Sua Palavra. Cremos que a revelação de Deus para o homem completou-se com a conclusão do Novo Testamento.

Não cremos, nos dias de hoje, na existência de profetas como os que Deus suscitou para a produção das Escrituras. No entanto, Deus pode através de Seu Espírito revelar a seus servos um pecado, um pensamento, uma direção ou uma palavra relevante e urgente a uma situação específica. Um profeta para ser reconhecido como tal não pode jamais falhar em suas revelações.

Cremos que existem muitos falsos profetas, como advertem as Escrituras.

7. Humanidade

(Gn 1:26-27; Gn 2:17; Gn 3:16; 1Co 15:21-22; Rm 3:9-23; Ef 2:1-3; Jo 3:36)

Cremos que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus e sem pecado. Porém, caiu em pecado e está, portanto, perdido, moralmente degenerado, espiritualmente morto e sob juízo divino. É somente através da regeneração pelo Espírito Santo que o homem pode obter a vida espiritual e a salvação de sua alma.

8. Salvação

(Jo 1:12; Jo 3:16-36; Jo 5:24; Jo 10:27-30; Ef 1:3-14; Ef 2:4-10; Tt 3:4-7; Rm 5:9-10; Rm 8:1)

Cremos que o sangue derramado de Jesus Cristo e a Sua ressurreição dentre os mortos constituem o único e suficiente fundamento da justificação e salvação de todos os que crêem no Senhor Jesus Cristo. Estes são os eleitos para a vida eterna, os que nasceram do Espírito Santo e se tornaram filhos de Deus, condição da qual não podem ser removidos.

9. Igreja de Jesus Cristo

(At 2:41-42; At 14:27; Rm 12:5; Ef 1:22-23; Ef 5:23-24; 1Co 12:12-14; 2Co 11:2)

Cremos que a verdadeira Igreja é composta de todas as pessoas que foram salvas e estão sendo regeneradas pelo Espírito Santo e pela semente incorruptível da Palavra de Deus, mediante a fé salvadora em Jesus Cristo.

Cremos que a Igreja é a noiva e o corpo de Cristo, da qual Ele é o Senhor, o cabeça, e voltará dos céus para buscá-la e unir-se a ela.

Cremos que a missão da Igreja, dada por Deus, é proclamar o Evangelho a todas as pessoas e fazer discípulos de todas as nações.

10. Satanás

(Lc 22:31-32; Jo 14:30; Ef 2:2; Ef 6:10-12; 2Co 4:4;11:1-4,13-15; 1Tm 3:6-7; 2 Tm 2:26; 1Pe 5:8-9; 1Jo 5:18,19; Ap 12:10-12)

Cremos na existência pessoal e no poder limitado de Satanás, o Diabo, deus deste mundo, príncipe da potestade do ar, pai da mentira, a antiga serpente, o espírito que agora atua nos filhos da desobediência.

Cremos que Satanás foi derrotado na cruz e que seu tempo de atuação está contado. No entanto, ele trabalha incessantemente visando derrotar os crentes em Jesus Cristo, tentando-os, seduzindo-os, buscando desarmá-los, dividi-los, acusá-los e afastá-los da fé, além de muitas outras artimanhas e ciladas.

Cremos que ao cristão está assegurada a vitória diária sobre Satanás e suas astúcias através da oração vigilante, da fé inabalável na Palavra de Deus e de uma postura de resistência aos ataques do Diabo. O crente pode ser opresso pelo Diabo, mas não ser por ele possuído. Satanás não pode jamais arrebatar o filho de Deus das mãos do Pai.

Cremos, ainda, que o Diabo não é onipresente, nem onisciente, nem onipotente; seu império maligno será destruído na volta de Cristo para reinar mil anos sobre a terra. Satanás permanecerá acorrentado durante todo o milênio e, após breve período de liberdade, será para sempre lançado no lago de fogo e enxofre com todos os seus anjos.

11. Destino Eterno

(Mt 25:34-41; Jo 5:28-29; 1Ts 4:16-17; 2Ts 1:7-9; Ap 20:4-6, Ap 11-15)

Dos salvos (eleitos)

Cremos que todo aquele que crê no Filho de Deus não entra em juízo, mas passou da morte para a vida.

Cremos na ressurreição corporal dos fiéis, após o que cada crente comparecerá diante do Tribunal de Cristo para receber ou não um galardão conforme as suas obras. Os crentes reinarão na terra com o Senhor Jesus Cristo durante o milênio.

Cremos que Deus preparou novos céus e nova terra, onde os eleitos habitarão em eterna e perfeita felicidade com o Senhor.

Dos incrédulos, aqueles que rejeitaram a Jesus (ímpios)

Cremos que os ímpios ressuscitarão após o reino milenar de Cristo (segunda ressurreição) para apresentarem-se diante do Grande Trono Branco e receberem a sua justa e eterna condenação (juízo final). Naquele dia todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Cristo é o Senhor.

Cremos no inferno, o castigo eterno de todos quantos não creram no Evangelho; a separação eterna, consciente e dolorosa de Deus; o lago de fogo e enxofre para onde também Satanás e seus anjos, bem como a besta e o falso profeta, serão lançados.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s